3.2.06

Ringue e rinque

Também eu

      Enquanto Gabriel García Márquez não ultrapassa o bloqueio criativo de que se queixa (por enquanto eu, na casa dos trinta, só me queixo de reumatismo nas articulações…), vou aqui deixando uns textos. Hoje vou falar da diferença entre «ringue» e «rinque». Serão sinónimos, como o uso parece indicar? Vejamos como se usa na imprensa. No Diário de Notícias, de há dias, podia ler-se: «Quatro pessoas continuavam ontem desaparecidas entre os escombros do rinque de patinagem de Bad Reichenhall, na Alemanha, mais de 24 horas depois de o tecto do edifício ter desabado.» Por sua vez, no jornal Público, do dia 31.1.2006, podia ler-se: «[…] cobertura de um ringue de patinagem caiu […]».
      Sabendo que o Grande Dicionário da Língua Portuguesa define ringue como «tablado alto e cercado de cordas, onde se travam lutas de boxe, jiu-jitsu, luta romana, luta livre, etc.», não está correcto. A jornalista do Público deveria então ter escrito «rinque», que, segundo o mesmo dicionário, é o «lugar onde se patina». O Dicionário Actual da Língua Portuguesa, das Edições Asa, apresenta as mesmas definições, tal como o Dicionário Houaiss. A 6.ª edição do Dicionário de Língua Portuguesa da Porto Editora não regista nenhum dos vocábulos, vá-se lá saber porquê. Já a Diciopédia 2004 dá a definição dos dois vocábulos, em tudo concorde com o que diz o Grande Dicionário de Língua Portuguesa. A pesquisa que fiz na Internet também não é muito desanimadora: de uma maneira geral, faz-se a distinção entre um e outro conceito. A consulta do corpus CETEMPúblico confirma igualmente esta distinção. Com a afirmação de Cesare Pavese a ecoar-me na mente — «Quando lemos, não procuramos ideias novas, mas pensamentos que já nos passaram pela mente e que adquirem, na página impressa, o selo da confirmação» — fui ainda mais escrupuloso do que habitualmente. Assim, creio que poucas vezes se dirá que o ringue sirva para outra prática que não o boxe ou desportos como os referidos, mas já o rinque não serve apenas para a patinagem, ao contrário da definição.

6 comentários:

papoila disse...

Uma breve achega, sem a pretensão de ser conclusiva, no Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa, editado pela Verbo, estas duas palavras são apresentadas como equivalentes.
E lê-se: "Ringue: Grande superfície plana e resguardada, especialmente construída para a prática de modalidades desportivas."

Sendo que a propósito do futebol nada se fala.
Dir-se-á então:
"vou para o ringue dar uns toques na bola"
ou
"vou para o rinque dar uns toques na bola" ?

Acredito que o uso ditará a regra!

Parabéns pelo blog.

Anónimo disse...

Também quero deixar os meus parabéns. É que tinha sido interrogado sobre este assunto. E o texto não me deixou duvidas. Para mim a situação ficou totalmente esclarecida.
Felicidades
Manuel
http://de-proposito.blogspot.com/

Helder Guégués disse...

Ainda bem que lhe foi útil. Felicidades.

Anónimo disse...

Grato!

Paulo Freixinho disse...

Olá!

Baptista-Bastos, no seu livro Cão Velho Entre Flores, escreve o seguinte: "Para se chegar ao sítio onde se dançava tínhamos de atravessar o antigo rinque de patinagem..." (capítulo 9)

Acabei de escrever no meu blogue sobre a diferença destas duas palavras.

Parabéns pelo blogue e Boas Festas!

Anónimo disse...

Obrigado, dúvida tirada!