27.1.09

Acordo Ortográfico


Sem mais tardança


      Espero que não andem distraídos a ponto de não terem visto que o desportivo Record adoptou as regras (todas?) do Acordo Ortográfico de 1990. Fica uma amostra: a capa revela que já não temos selecção, mas seleção. É caso para dizer que vai correr menos tinta a propósito do futebol. E mais: «Em direto na Sport TV.» E ainda: o leitor ganha um cupão para um «filme de ação».

10 comentários:

Anónimo disse...

Resta dizer que o Record está a infringir a lei, embora não existam sanções por fazê-lo, nem sequer umas reguadas.

Helder Guégués disse...

E isso não é demasiado forte, «infringir a lei»? E quem escreve com os pés, seja qual for a ortografia em apreço, está a infringir o quê?

Rosalvo Almeida disse...

Considerando que Portugal ratificou, em Julho de 2008, o Segundo Protocolo Modificativo ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa e que, em Janeiro de 2007, já havia três países que o tinham feito, julgo que se pode dizer que o Acordo está em vigor em Portugal. Eu já o adotei!

Anónimo disse...

Rosalvo Almeida, leia o priberam.pt e vai ver que está errada. Helder Guégués, a ortografia em Portugal é instituída por decreto-lei, logo é uma lei, logo é para ser cumprida por todos, logo pode ser infringida.

Helder Guégués disse...

Caro anónimo
Não soubesse eu outra coisa. Norma jurídica imperfeita, contudo. Mas repito: isso não é demasiado forte?

Anónimo disse...

Demasiado forte, porquê? S cd m dstss a scrvr à s mnr, a comunicação ficaria reduzida à velocidade do caracol, ou mesmo parada. O Record decidir escrever segundo uma futura ortografia é como eu dcdr scrvr sm vgs, e vocês que me percebam, coitados. Rosalvo, lembrei-me agora de o ministro da Cultura dizer há um mês ou dois que gostaria que o Acordo entrasse em vigor em 2010, coincidentemente, depois das eleições todas. Sinceramente, não percebo para quê esta pressa de querer pôr o carro à frente dos bois; só se for manobra de marketing.

Rosalvo Almeida disse...

Caro/a anónimo/a,
Se for à página da CPLP verificará que efectivamente há três países que ratificaram, antes de nós, o Acordo. Se depositaram algum documento em Portugal, não sei mas acho interessante que esse pormenor seja impeditivo de Portugal adotar a norma a que aderiu oficialmente em 1990 (há quase vinte anos!!). Quero lá saber das conveninências da agenda eleitoral! Quanto mais cedo iniciarmos a transição melhor. Estou mortinho por ver muitos "anónimos" a recusarem-se a escrever corretamente e, nessa altura, não vão aceitar reguadas...

Ana disse...

Mas afinal, é acção ou ação, adoptar ou adotar?

Anónimo disse...

Ana: É consoante (prep.)! Se adotar o Acordo, as consoantes (s.f.) mudas caem porque não soam. Tal ação só depende de si - quem adota o acordo sujeita-se a que lhe digam que a ação não é correta ;-)

Os resistentes (ou reacionários) à mudança anda para aí a dizer que o Acordo obriga a escrever "cuarenta": atuardas, digo eu!

Anónimo disse...

Desculpem, desculpem, desculpem! Errei! Escreve-se atoarda e não "atuarda". Desculpem!