23.8.09

Hertziano por artesiano


Imperdoável

«“Foi uma tarde infernal, pois o fogo esteve próximo do bairro junto ao campo de futebol”, adiantou o presidente da Junta de Freguesia de Abrunhosa a Velha, Júlio Mendes, que receava a interrupção do abastecimento de água, por ter sido afectada a rede eléctrica que serve os furos hertzianos» («Zona Centro sob inferno de chamas», Isabel Jordão, Correio da Manhã, 20.08.2009, p. 4). Ninguém estranhou nada: nem jornalista, nem editor, nem revisor. Parece-me que é mais do que falta de atenção o que aqui vemos. E é Abrunhosa-a-Velha.

3 comentários:

O Sousa da Ponte disse...

A minha Alma, fugiu pela Torre Eiffel acima,
- A verdade é esta, não nos criemos mais ilusões
- Fugiu, mas foi apanhada pela antena da TSF
Que a transmitiu pelo infinito em ondas hertzianas…
(Em todo o caso que belo fim para a minha Alma)!...

Mário Sá Carneiro.

Pelo que se demonstra que alem de furos hertzianos há igualmente fugas, de almas, hertzianas

ana disse...

E hoje, o CM relatava que uma mulher teria desaparecido em Óbidos durante a praia-mar.

Helder Guégués disse...

E relatava bem, pois praia-mar e preia-mar são sinónimos (e formas divergentes do étimo latino plenamare).