23.1.11

Sobre «pdf/pdfs»

Vai ter imitadores


      «O formato da Amazon é simples e leve, pelo que quarenta livros ocupam tanto espaço como um livro em pdf. A grande vantagem deste novo Kindle sobre o anterior é ser fácil carregá-lo de pdfs e lê-los com maior nitidez do que outros leitores de e-books. O meu velho BeBook, lamento dizer, morreu de vez. Bem feito» («Aleluia, Kindle», Miguel Esteves Cardoso, Público, 19.01.2011, p. 35).
       Assim, pdfs, toda grafada em minúsculas, disfarça muito bem o s... Mas trata-se de uma sigla, e as siglas são habitualmente escritas em maiúsculas e sem marca de plural.

[Post 4351]

6 comentários:

Anónimo disse...

«Hélas! le prote n'a pas mis la bonne orthographe», exclamaria o velho Voltaire, com panchorra, se não indiferença.
E eu perguntaria: Já não há revisores?
- Montexto

Anónimo disse...

Sim, deveria ter escrito «é ser fácil carregá-lo de documentos em PDF». Claro que, na oralidade, é assim (pê-dê-efes) que toda a gente os refere.

C. Kupo disse...

Não percebo: se o jornalista menciona "novo formato" e o compara ao PDF, como então ele depois fala "carregá-lo de pdfs"?

R.A. disse...

Por causa da oralidade, há quem recomende dizer palavras latinas (e outras que tais) com a cabeça inclinada para o lado para que, quem nos vê, perceba que saem em itálico...

Jonh disse...

Já agora, é adequado dizer trabalhador por conta “d’outrem” ou terá de se escrever sempre trabalhador por conta de outrem?

Anónimo disse...

Emende-se para «pachorra» lá riba, antes que se me prante já aí um a capitular-me de cacógrafo impenitente...
- Mont.