6.5.08

Fluído e fluido, outra vez

E porquê?


      «O vírus é transmitido por contacto directo com secreções do nariz e boca, saliva, fluídos e bolhas, além de fezes de infectados» («País em alerta por vírus que mata sobretudo crianças», Meia Hora, 5.5.2008, p. 8). Nem o substantivo, como é o caso, nem o adjectivo levam acento agudo. Como a vogal tónica é o u, o i não leva acento. Já a forma com acento agudo, «fluído», é o particípio passado do verbo «fluir» (como puído, saído, caído, etc.) Como é óbvio, a prosódia destas formas (nominal e verbal) é diferente. Um exemplo em que se usa, respectivamente, o substantivo e o particípio passado: «O azeite, o precioso fluido mediterrâneo, tem fluído bem, apesar de um pouco coalhado por causa do frio.»



1 comentário:

jjleiria disse...

Passa-se apenas que o dicionário da Microsoft, esse que é o mais utilizado de quantos existam, só reconhece a existência de «fluído»...

(Ou muito me engano ou ainda é assim, passados mais de dez anos ainda é assim, não há actualizações do Service Pack nem falhas graves de segurança que nos mandem uma corrigendazinha.)