3.12.08

Tradução: «Jap»


Pura coragem

      O que é preciso é coragem. Substantivo e adjectivo, Jap entrou no inglês no final do século XIX, habitualmente com sentido depreciativo, para designar os Japoneses. Em português, porém, não temos um termo correspondente. Temos para chinês, por exemplo. Na tradução de Mere Anarchy, de Woody Allen, Jorge Lima inovou: «O que se passa é que eu desencantei um génio desconhecido que cozinha canções-sucesso como os japos vomitam Toyotas» (Lisboa: Gradiva, 2007, p. 98).

Actualização em 28.12.2008

      «Japonoca», que foi sugerido nos comentários, foi usado no filme Momento da Verdade 3 (The Karate Kid III, no original), com tradução de Ana Cristina Ferreira.

4 comentários:

Pedro disse...

Julgo que japonoca (por analogia com chinoca?) seria uma boa tradução

Alberto Martinet disse...

A gíria brasileira criou "japa", substantivo de dois gêneros.

A palavra carrega certo ranço depreciativo, embora menos que o "jap" americano.

Helder Guégués disse...

Pedro
Não gosto de «japonoca».

Alberto Martinet
Gosto de «japa».

Anónimo disse...

A tradutora gosta de "japonoca" e, à falta de um termo usual na língua, tanto um como outro são válidos. É, realmente, uma questão de gosto. Acho mais depreciativo o termo "japonoca" por remeter precisamente para o termo "chinoca".
Ana Cristina Ferreira