11.9.10

Léxico: «aríete»

À marrada


      «“Foi preciso chegar aos 96 anos para ser tratada como uma criminosa”, disse ontem ao CM com ironia a idosa, na altura em que a PSP se encontrava a arranjar as portas que foram arrombadas com um aríete metálico» («GOE invade casa de idosa por erro», Luís Oliveira, Correio da Manhã, 10.09.2010, p. 16).
      Neste caso, prefiro a definição do Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «antiga máquina de guerra formada por uma viga grossa e comprida, com uma cabeça de carneiro esculpida na extremidade, que era utilizada para derrubar portas e muralhas». Em astronomia e em astrologia, Carneiro não se diz também muitas vezes Áries? E mais: ao aríete, e neste caso é o Dicionário Houaiss a lembrá-lo, também se deu o nome de áries. O étimo é o vocábulo latino arĭes,ĕtis, «carneiro». Logo, os polícias arietaram, por engano, a porta da idosa. O étimo de arietar é o verbo latino arietāre, «marrar». E relativo a carneiro diz-se arietino, como já aqui tínhamos visto.

[Post 3863]

1 comentário:

Jorge disse...

Eu nesta palavra confesso que não entendo o acento. De todas as vezes que a ouvi dita, poucas mas ainda algumas, a tónica estava posta no E (ariEte). Uma palavra banalmente grave, não esdrúxula.

Se é erro, é erro generalizado. E ao erro generalizado dá-se o nome de norma. Não será tempo de reconhecê-la e seguir adiante?