16.2.11

Cores

Mais luz

      «É real o risco de os vibrantes girassóis de Van Gogh, e de os seus lírios intensos na paisagem de Arles, perderem o brilho de amarelo eléctrico que ele lhes imprimiu. Isso é uma preocupação para os curadores dos museus que albergam as obras do pintor oitocentista, o que levou um grupo deles a promover uma investigação sobre o problema. O resultado mostra que os ultravioletas na luz do sol, ao alterarem o crómio que entra na composição do pigmento amarelo usado por aquele pintor, são os culpados do que está a acontecer» («Amarelos de Van Gogh estão a perder o brilho», Filomena Naves, Diário de Notícias, 15.02.2011, p. 35).
      Há ali uma figura de estilo, naqueles «vibrantes girassóis». Vibrante será a cor. E, de feito, mais à frente, lê-se «amarelo vibrante». E é amarelo-eléctrico, claro. E luz do Sol.

[Post 4446]

2 comentários:

Anónimo disse...

Chamam-lhe hipálage, e caiu muito no goto do nosso Eça, esse rapaz que tinha o dom de dar erros com graça. Camilo «dixit», e eu não discrepo.
- Montexto

C. Kupo disse...

Não estou mais conseguindo acessar os arquivos por esse novo método implementado, Helder. Os colegas talvez possam verificar em seus computadores se é problema só meu ou se é geral. Tentei tanto no Internet Explorer quanto no Opera.