28.3.11

Ortografia: «conselheiro-geral»

Analogia

      «O partido de extrema-direita de Le Pen ficou abaixo dos resultados da primeira volta (15 por cento), mas confirmou a tendência de crescimento e implantação nacional. Até agora não tinha qualquer eleito nos cantões, e agora terá conseguido eleger pelo menos dois conselheiros, dizia ontem à noite o Le Figaro (os cantões são a circunscrição eleitoral dos conselheiros gerais, que vão integrar o governo de cada um dos departamentos)» («PS vence eleições cantonais em França, FN ganha terreno», Clara Barata, Público, 28.03.2011, p. 13).
      Se se escreve «governador-geral», por exemplo, não sei porque se não há-de escrever «conselheiro-geral».

[Post 4626]

2 comentários:

Eduardo disse...

Como «secretário-geral»...

Luís Fernando disse...

Como administrador-geral, cônsul-geral, diretor-geral, procurador-geral, vigário-geral, etc.