24.3.11

Sobre «confecção»

Isso depende

      O original dizia que, quando a personagem voltou, «she set herself up making wedding cakes». Na tradução, lê-se que se «dedicou à confecção de bolos de noiva». Ora, o mais habitual é ouvir o vocábulo «confecção» para referir o fabrico e o próprio vestuário de senhora ou de homem. Como é? Nesta última acepção, «confecção» é galicismo evitável (mas que, porém, não foi evitado). Na acepção de acto de confeccionar, o seu uso é correcto. Se não tivesse incorporado, ao longo dos séculos, vocábulos de outras línguas, o português seria hoje um idioma muito mais pobre, sem dúvida. Todavia, o falante responsável sabe que somente quando os recursos próprios faltam é que deve lançar mão de vocábulos de outras línguas.


[Post 4606]

4 comentários:

C. Kupo disse...

E "bolos de noiva" não está mal também? Afinal, só a noiva se casa?

Anónimo disse...

Se bem percebi, galicismo será «confeccionar bolos», e não roupas, e «na acepção de acto de confeccionar» (roupas) o seu uso é correcto. Percebi bem, Helder?
— Montexto

Helder Guégués disse...

Ao contrário. Confeccionar é misturar ingredientes, fazer. Confeccionam-se, isto é, manipulam-se medicamentos. No sentido de «fazer obra de costura» é que é galicismo.

Anónimo disse...

Assim está bem.
- Mont.