19.4.11

Tradução: «by heart»

De cor

      Assim, humildemente, cumprem-se logo de uma assentada três das sete obras espirituais de misericórdia: dar bom conselho; ensinar os ignorantes; corrigir os que erram. «Gael», lia-se no original, «knows these hypocrites off by heart.» Como era previsível, o tradutor verteu desta maneira: «Gael conhece estes hipócritas de cor.» Pergunto: alguém alguma vez ouviu ou leu a expressão referida a pessoas? Sim, by heart é habitualmente traduzido por de cor, mas decerto que é preciso pensar. De qualquer modo, de maneira geral, os falantes confundem de cor com de cor e salteado. Na tradução, não seria melhor usar a expressão de ginjeira? Coloquial também, significa conhecer muito bem e já há muito tempo. De cor conhecer-se-ão poemas, uma oração, uma carta recebida da nossa namorada (quando ainda se escreviam cartas), a primeira crítica num jornal, etc. De ginjeira conhecemos alguns dos nossos amigos, parte da nossa família, o fideputa do vizinho de cima, etc.

[Post 4708]

8 comentários:

Anónimo disse...

De cor e de ginjeira esse tradutor pode conhecer tudo isso e todos esses, mas não a língua. Nesta é hóspede.
— Montexto

C. Kupo disse...

Verifico, frustrado, que o Houaiss não acolhe a expressão. Apenas diz que "ginjeira" é um tipo de cereja. E, contudo, lá estão no Google alguns muitos exemplos de seu uso vivo. Deve ser bem restrito a Portugal, suponho.

Francisco Agarez disse...

Duas perguntas, se me é permitido fazê-las:
1ª By hearth ou by heart?
2ª "Como era previsível, o tradutor verteu desta maneira" - Previsível porquê?

Helder Guégués disse...

«Hearth» foi lapso. Previsível porque não se vê traduzida de outra forma nem os dicionários bilingues registam outra — mas mal, como acabámos de ver.

Paulo Araujo disse...

Gael conhece estes hipócritas de longa data!

Anónimo disse...

Ou, não se conhecendo a expressão popular «conhecer de ginjeira», também «conhecer de raiz», ou até «conhecer como as suas mãos»: Gael conhecia estes hipócritas de raiz, Gael conhecia estes hipócritas como às suas próprias mãos. E há-de haver mais hipóteses.
— Mont.

Paulo Araujo disse...

Também 'conhecer como a palma da mão'.

Anónimo disse...

Sim, a expressão até será idiomaticamente mais essa: conhecer (alguém) como a palma das suas mãos.
— Montexto