5.3.09

Sobre «Sorbona»

Não explique, use

«Ontem, o Corriere della Sera estudou melhor o vídeo e provou que Berlusconi, afinal, disse: “Eu andei na Sorbonne [Sorbona, em italiano].” Melhor que uma notícia gira é uma notícia ainda mais gira. Com Berlusconi não é importante que seja vero basta que seja bene trovato» («O suspeito do costume desta vez…», Ferreira Fernandes, Diário de Notícias, 5.03.2009). Em vez de Io ti ho dato la tua donna, parece que Berlusconi terá dito Tu sai che ho studiato alla Sorbona.
Bem, Sorbona em italiano e em português. Admito que a forma Sorbonne é muitíssimo mais frequente, mas quando calha até o Diário de Notícias escreve Sorbona, sem explicações parentéticas, como aqui: «No entanto, de acordo com o The Guardian, Alexis Debat assegurava falsamente ter realizado um doutoramento na universidade francesa de Sorbona, e ter trabalhado como assessor do Ministério da Defesa francês» («Mas, afinal de contas, quem é Alexis Debat?», Diário de Notícias, 23.09.2007).

video

Sem comentários: