23.7.09

Matizes, tons e sombras

Nem por sombras

      «Considerar as cores uma a uma (ou matiz a matiz) é um prazer que só se abre a quem se fecha à luz da inteligência» («Castanho como tudo», Miguel Esteves Cardoso, Público, 22.07.2009, p. 31). Se quisesse ser tecnicamente chato, Miguel Esteves Cardoso teria escrito: «Considerar as cores uma a uma (ou matiz a matiz, sombra a sombra, tom a tom) é um prazer que só se abre a quem se fecha à luz da inteligência.» À cor aclarada pela adição de branco dá-se o nome de matiz (o que se diz gradação de cor). À cor escurecida pela adição de preto chama-se sombra e à cor adicionada de cinzento dá-se a designação de tom (daí que se afirme que o tom é o grau de intensidade de uma cor). Na linguagem comum, já se deram conta, tom e matiz são sinónimos, e quanto à sombra, sabe bem agora no Verão.

1 comentário:

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Ingles. Daienne