4.7.10

Tradução

Mais enviesamentos


      «À ce jour, c’est la Société française de pédiatrie qui a publié le rapport le plus objectif sur cette question, n’hésitant pas à faire part des incertitudes et des enquêtes biaisées.» Então agora digam-me com qual das traduções, subtilmente diferentes, concordam e porquê.
  1. «Até agora, é a Sociedade Francesa de Pediatria que publicou o relatório mais objectivo sobre esta questão, não hesitando em falar das incertezas e dos inquéritos enviesados.»
  2. «Até agora, é a Sociedade Francesa de Pediatria que publicou o relatório mais objectivo sobre esta questão, não hesitando em falar de incertezas e de inquéritos enviesados.»

      Quanto ao enviesamento, já aqui falámos.

[Post 3661]

4 comentários:

Luis Serpa disse...

A tradução literal é a primeira. Se o autor tivesse querido utilizar o pronome indefinido teria escrito "d'incertitudes et d'enquêtes biaisées".

Pedro Bernardo disse...

a segunda, porque entendo que se refere a «enviesamentos» e incertezas, mas de forma genérica. Creio que na lógica defendida por L.Serpa se poderia ter traduzido por «não hesitando falar em incertezas e ...»

Pedro Bernardo

R.A. disse...

Porque não usar o verbo "apontar" ou o "denunciar" para traduzir "faire part de", e ficaria: «(...) não hesitando em denunciar incertezas e investigações enviesadas.»

Helder Guégués disse...

Faire part de é comunicar (qualquer informação), participar (um nascimento, por exemplo). (Faire connaître, informer de.)