27.8.10

«Correr as cortinas»

Imagem tirada daqui

Ao correr da pena


      Quando corremos um ferrolho ou uma cortina, como ficam a cortina ou o ferrolho — abertos ou fechados? Simples? Não para um jornalista: «À esquerda fica o quarto, amplo, o tecto estrelado, uma música a sair baixinho das colunas embutidas. Quando se correm as cortinas e levantam os estores (normalmente fechados), o efeito intimista perde-se» («Dois dias em motéis com muito sacrifício», Ricardo Dias Felner, Sábado, n.º 326, 29.07.2010, p. 84).
      Ainda recentemente vi este mesmo erro, mas não disse aqui nada. Ou seja, corri uma cortina sobre o assunto. Décima acepção do verbete «correr» no Dicionário Houaiss: «Empurrar ou puxar (algo), fazendo deslizar. Ex.: para que o sol não entrasse, correu as cortinas.» Convenho: a definição está mal redigida, pois somente pela leitura do exemplo se fica a perceber que esse movimento se faz no sentido de fechar as cortinas. É o que eu costumo dizer: os dicionários têm muito por onde melhorar. Tal como os falantes.

[Post 3819]

2 comentários:

André Couto disse...

Sobretudo os falantes, diria. É sempre um prazer voltar ao seu blogue e encontrar estes apontamentos. Alguns chamar-lhe-iam preciosismos, no entanto para quem ama a palavra não é suportável encontrá-la distorcida e maltratada.

Anónimo disse...

Matiz bem visto!
- Montexto