17.3.11

Hífen

Muito complexo...

      «Na segunda e terça-feira a capitania de Lampedusa registou a chegada de 21 navios, que obrigaram a uma “constante assistência da guarda-costeira e da polícia e a diversas operações de socorro”, segundo o comandante, citado pela AFP. Uma patrulha da Marinha italiana recolheu na madrugada de terça-feira 129 imigrantes que seguiam numa embarcação em que tinha já começado a entrar água, e que se encontrava à deriva» («Fluxo de tunisinos para a ilha italiana de Lampedusa não pára», João Manuel Rocha, Público, 17.03.2011, p. 23).
      Já aqui vimos que a forma hifenizada deve ser reservada para os elementos, para os funcionários. No caso, a assistência foi da Guarda Costeira.

[Post 4577]

1 comentário:

C. Kupo disse...

Eu ainda sou daquela opinião de que, com hífens, vírgulas e acentos, quando não se tem a certeza de onde os pôr, o melhor é deixá-los de lado: sempre se pode alegar esquecimento.