8.4.10

«Êxito de vendas»

Estão a curar-se


      «A biografia do jornalista Ryszard Kapuscinski tornou-se um êxito de vendas na Polónia, seis semanas após a publicação, com mais de 130 mil exemplares distribuídos graças ao conteúdo polémico do livro, que coloca em dúvida a veracidade de algumas reportagens do escritor» («Vida de Kapuscinski é ‘best-seller’», Diário de Notícias, 7.4.2010, p. 53).
      Com o tempo, está a abandonar-se o uso do anglicismo best-seller. Felizmente. Contudo, neste caso, no corpo do artigo lê-se êxito de vendas e no título best-seller. É pena esta incoerência, mas temos de ter noção das restrições de espaço nos títulos. E mais: frequentemente, o jornalista não é o autor do título, que foi atribuído ou alterado por um editor.

[Post 3322]

2 comentários:

Paulo disse...

Li o fabuloso «Andanças de Heródoto», salvo erro editado pela Campo das Letras. Passado algum tempo descobri que o nome do autor estava mal escrito. Afinal, é Kapuściński.

Helder Guégués disse...

Mal escrito, diz bem. Infelizmente, em Portugal pouca gente se preocupa com esses pormenores.