29.1.11

«Ficar sem pinga de sangue»

Imutáveis, fixas


      «Por momentos, a médica Joana Seabra, grávida de dois meses, e o farmacêutico José Malta ficaram sem pingo de sangue» («Anatomia de um crime», Miguel Carvalho, Rosa Ruela, Teresa Campos e Sara Rodrigues, Visão, 13.01.2011, p. 88).
      Ainda há — graças a Deus! — coisas imutáveis, e entre elas estão os idiomatismos. Não se diz «ficar sem pingo de sangue» — mas sim «ficar sem pinga de sangue».

[Post 4374]

11 comentários:

Anónimo disse...

Curiosamente, os idiomatismos, também conhecidos por idiotismos, são de ordinário desconhecidos dos idiotas!
- Montexto

Anónimo disse...

Outra:
«Com o "glissando", retorna-se, pois, a essa fase primitiva, tal como faz o coro do "Apocalipsis" por ocasião do rompimento do sétimo solo, quando o Sol se tinge de preto, a Lua sangra e os barcos naufragam, na pavorosa descrição das vozes que clamam»: «Doutor Fausto», de Thomas Mann, D. Quixote, 4.ª ed., 2010, cap. XXXIV, p. 508.
«Séptimo selo», claro. Desta feita, de certeza lapso do revisor, que, chegado aqui, devia dormir a sono solto.
Haja alguém caridoso que, pelas alminhas, aponte este e os «das cônjuges» à editora, «para o que houver por conveniente».
- Montexto

R.A. disse...

"Séptimo"?! Claro!
Voltemos também ao "assumpto" e à "assignatura"! Abaixo as modernices!

Anónimo disse...

«Séptimo» é óbvio lapso, caro R.A., como qualquer pessoa percebe, contanto que queira - e possa - perceber.
- Mont.

Anónimo disse...

Então qual é o erro no «Dr. Fausto», afinal?

Anónimo disse...

Homem! é ter «solo» onde devia ter «selo». «Sétimo selo», e não «sétimo solo».
Basta ler com mais atenção.
- Mont.

Thomas Mann disse...

"Solo" é óbvio lapso, caro Montexto.

Anónimo disse...

Claro que deve ser óbvio lapso, caro espectro.
E por duas vezes «as cônjuges» por «os cônjuges» também o será, - numa 4.ª edição revista.
Tudo sempre muito óbvio...
- Mont.

Anónimo disse...

Já que ronda por aí o espectro de Thomas Mann, apontemos-lhe mais dois lapsos óbvios. Talvez resolva fazer um aparição na editora e participá-los a quem de direito, para que os refugue da próxima edição...

. «o rosto cheio, escanhoado, com uma papada; sobronhos de arcos nitidamente delineados» (»Doutor Fausto», D. Quixote, 2010, 4.ª ed., cap. XXXVII, p. 540 - sobronhos ou sobrolhos?»;

. «Dada a diversidade polar - insisto no objectivo "polar" - existente entre os parceiros, dada a distância intelectual que os separava, esse triunfo só podia ter um carácter bem definido» («ib.», cap. XXXVIII, p. 561-562 - objectivo ou adjectivo?).

Vai, espectro...
- Mont.

Jorge disse...

Pois eu sempre ouvi, entre os meus, «ficaram sem pingo de sangue». Pergunto-me se não haverá por aqui algo de regionalismo.

Anónimo disse...

Olha, o Dicionário Aulete Digital também ficou sem «pingo»!
A 25.ª do Cândido de Figueiredo sem «caso», e o Aulete sem «pingo»: mistérios dos dicionários.
Também, palavras tão espiclondríficas como estas... Não é de admirar.
- Montexto