10.2.11

Tradução: «Sunday School»

Rendo-me

      Berta Mendes também traduziu Sunday School por «escola dominical», e não por «catequese»: «Tom conseguiu riscar o aparador e estava a arranjar processo de fazer o mesmo à secretária, quando o chamaram para se vestir e ir à escola dominical» (As Aventuras de Tom Sawyer, Mark Twain. Tradução de Berta Mendes. Lisboa: Editorial Inquérito, 1944, p. 41).

[Post 4422]

18 comentários:

Bic Laranja disse...

Raisparta!

Cumpts.

Helder Guégués disse...

Santinho!

Bic Laranja disse...

Não espirrei.
E a Berta precisa de 'vivenciar' mais.
Cumpts.

C. Kupo disse...

Ora, então por que não a tinge de vemelho?

Anónimo disse...

Há-de-se ter guiado pelo benemérito Michaellis, aqui ao lado, ou outro que tal, que verte como a boa da Berta.
Não me estraguem o «Tom Sawyer», pelas almas, que é a quinta-essência da infância. Eu li-o naquela edição dos velhos livros de bolso, que trazia a cara de um puto sardento e risonho na capa, e o Mississípi por baixo, com tradução também de uma dama, cuido que Maria não sei quê. Não me pareceu mal, mas «in illo tempore» não reparava nestas coisas, que estragam as leituras...
- Montexto

Helena disse...

Mas não é esse o nome que nas Igrejas Protestantes se dá à catequese?
Há mais de trinta anos que a conheço por esse nome, em Portugal.

Por exemplo: http://www.igrejabaptistaparede.org/index.php?option=com_content&view=article&id=132&Itemid=148&lang=pt

Helena disse...

Curiosamente, na Alemanha tem duas traduções: "escola dominical" (Sonntagsschule) e "serviço religioso para crianças".

A Wikipedia alemã explica que "Sonntagsschule" é o nome que muitas Igrejas protestantes dão à catequese dominical, especialmente dirigida a crianças e, mais raramente, a jovens, acrescentando que esta se está a tornar cada vez mais numa celebração religiosa especialmente dirigida aos mais novos.

Anónimo disse...

Lá está. Há sempre alguém a legitimar a coisa. Agora coube a vez aos filhos de Lutero, «esse monge fatal» (Nietzsche). - Protestemos!
- Mont.

Bic Laranja disse...

@Kupo
Desculpe, não enetendi.
@Helena
Pff!

C. Kupo disse...

@Bic Laranja: eu estava a falar diretamente com o Helder, sobre escrever a tradução supostamente errada de vermelho, como é praxe no blogue.

Paulo Araujo disse...

O Webster3rd registra:
"sunday school
Function:noun
Usage:usually capitalized 1st S & often capitalized 2d S

1 : a school held on Sunday for purposes of religious education
2 : the pupils or teachers and pupils of a Sunday school"

Anónimo disse...

Caro Helder Guégués,
Se não chamamos "missa" aos serviços religiosos das diferentes igrejas protestantes, talvez faça sentido reservar também para a esfera do catolicismo a palavra "catequese", usando "escola dominical" para traduzir "sunday school".

Paulo Araujo disse...

De fato, a definição do Webster, semelhante à do Oxford, que transcrevo, são de países não católicos:
"Sunday school - a school for the instruction of children on Sundays, now spec[ificaly]. in religion but orig[inaly]. also in general subjects; (also as a type of wholesomeness, sanctimoniousness, or strict morality).

Helena disse...

Em suma: só temos de saber se o Tom Sawyer era católico ou protestante, e a partir daí é fácil decidir se se traduz por catequese ou por escola dominical.

Venha o próximo problema.

Anónimo disse...

Ora aí está!
- Mont.

C. Kupo disse...

Não creio que seja tanto o caso de saber-se a religião do autor, mas a das personagens.

Helena disse...

Aaaah, o Tom Sawyer é o autor?!
Eu a pensar que o autor era o Huckleberry Finn...

;-)

C. Kupo disse...

Touché! Li "Tom Sawyer" e, sabe-se lá por que cargas d'água, formou-se-me na cachola a imagem acústica de "Mark Twain". Mea culpa.