25.5.10

«Funerais» e «necrópsia»

Barbarismos


      «Ou, dito de outra maneira, se fosse indiferente à regra convencional de não que não se deveriam autopsiar reis, príncipes, presidentes, então teria ordenado a necrópsia quando o cadáver fora embalsamado ou nos dias anteriores aos funerais» (Mataram o Sidónio!, Francisco Moita Flores. Revisão de Ayala Monteiro. Lisboa: Casa das Letras, 2010, p. 136).
      Pode ser um desses casos em que prevalece a vontade, mesmo antigramatical, do autor. Correcto é necropsia, e, pelo menos neste caso, os dicionários não se desviam da norma. Quanto a «funerais», é imitação do francês funérailles. Nós só temos um funeral. E, quanto a mim, é mais do que suficiente.

[Post 3503]

5 comentários:

efe disse...

Quer-me parecer que temos vários funerais. Uns a seguir aos outros. Enterramo-nos cada vez mais.


Parabéns pelo blogue. No que me toca, agradeço-lhe a paciência e a qualidade do muito que aqui vai ensinando.

Saúde.

Fabiana disse...

Muito interessante.
Não sei por que cargas d'água, ao ler o texto, acreditei ser possível a grafia necrópsia. E realmente estava equivocada.
Aliás, pergunto ao senhor: o por que ali ao lado de cargas d'água, no início de meu comentário, foi grafado corretamente?
Amo a língua portuguesa e procura aprender a cada dia.
Creio que há diferenças, mas nem tantas assim.

Um abraço.

Anónimo disse...

A expressão que conheço é «por que carga de água» ou «por que carga d'água» (carga em singular).
Quanto ao «por que», tem de ser grafado separadamente pois a frase poderia ser reescrita como «por qual carga d'água». É por isso mesmo que escrevemos «por que motivo» ou «por que razão», expressões que, aliás, têm o mesmo significado de «por que carga d'água».

Paulo Araujo disse...

Para os dicionários brasileiros, no sentido usado pela consulente, usa-se sempre a expressão no plural, como em Houaiss "cargas-d'água s.f.pl. 2 motivo inexplicado; razão ¤ gram pl.: cargas-d'água"; no singular é apenas uma 'tromba d'água', uma chuva torrencial, ou 'um carregamento de água' (em carro-pipa, por exemplo).

Fabiana disse...

Agradeço muito a resposta de todos.
Concordo com o Paulo Araújo, é que esqueci de comentar, sou brasileira.

Um abraço a todos.